Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Bilhetes a 2€ em Agosto na Casa do Cinema de Coimbra

Durante o mês de Agosto os sócios das associações da Casa do Cinema de Coimbra – Associação de Artes Cinematográficas de Coimbra, Centro de Estudos Cinematográficos e Fila K Cineclube – têm bilhetes a 2€ em todas as sessões do mês de Agosto . Os sócios devem ter as quotas em dia para poderem usufruir destas condições especiais. Estreias de Agosto : Em pleno Verão, a Casa do Cinema de Coimbra recebe duas estreias imperdíveis. De dois pontos bem distantes do globo, conhecemos os contratempos do realizador Y no mundo do cinema israelita e alguns acontecimentos inesperados numa aldeia remota da Califórnia. quinta 18 agosto (18:00) — NOPE, de Jordan Peele O que é um mau milagre?” O vencedor de um Óscar, Jordan Peele causou disrupção e redefiniu o género do terror moderno com “Foge” e “Nós”. Agora, Peele reimagina o filme de verão com um novo pesadelo pop: o épico expansivo de terror “Nope”. O filme volta a reunir Peele e o vencedor de um Óscar Daniel Kaluuya, juntando Keke Palmer e Steven

Men: um suspense pouco ambicioso

O realizador Alex Garland , de "Ex Machina" ou "Aniquilação", leva agora ao grande ecrã o filme " Men " que se apresenta num estilo que está em linha com os seus filmes anteriores, mas que fica aquém daquilo que promete e a que já estamos habituados com os seus trabalhos, podendo muito ser o seu primeiro esforço menos eficaz enquanto escritor e realizador. Não quero com isto dizer que o filme não tem os seus momentos, que os tem, e conseguem deixar o público boquiaberto (principalmente numa cena muito específica). O que aqui é interessante na narrativa, e premissa, fica depois em falta quando no final tudo é revelado e ficamos com aquela sensação de que soube a pouco e de que esta premissa merecia muito mais, ou melhor, poderia ter ido muito mais além do que foi. E digo isto mesmo que isso implicasse um final super bizarro ou aterrador, ou que gerasse uma grande controvérsia e deixasse o público pasmado com o que acabara de ver. Pelo menos assim este filme

"Má Sorte no Sexo ou Porno Acidental" estreia na Filmin a 5 de Agosto

O filme vencedor do Urso de Ouro no Festival de Berlim em 2021, "Má Sorte no Sexo ou Porno Acidental", estreia na plataforma Filmin Portugal já no próximo dia 5 de Agosto. Sinopse : a professora Emi vê a sua carreira e reputação ameaçadas depois de uma ‘sex tape’ pessoal ir parar acidentalmente à Internet. Forçada a enfrentar os pais dos seus alunos que exigem a sua demissão, Emi recusa-se a ceder à pressão. Com este filme Radu Jude materializa uma sátira social não convencional, incendiária, com humor irreverente e comentários mordazes sobre a hipocrisia e preconceito na sociedade actual.

Quando neva na Anatólia: um drama moral intenso

Algumas das escolhas que fazemos ao longo das nossas vidas têm um impacto diferente no rumo que a vida de cada um tem, e há certas situações que nos marcam para sempre, principalmente quando escolhas difíceis ou inquietantes são tomadas enquanto somos crianças ou adolescentes. Estamos numa fase da vida em que tudo pode ser moldado, em que as nossas crenças e valores estão a ser desenvolvidos e construídos, e onde a aprendizagem no dia-a-dia é muito mais marcante e intemporal. Este aspecto muito importante na vida de qualquer pessoa é explorado com mestria na obra " Quando neva na Anatólia ", onde num internato os professores ensinam jovens de acordo com regras muito restritas e uma rigorosa monitorização. Certo dia um dos rapazes encontra-se bastante doente, e a ineficácia conjunta de todos os adultos que gerem aquele local vai sendo gradualmente revelada, de uma forma tão irritante e enervante, que é exactamente aí onde reside a beleza deste filme e a forma única como conseg

Salve Satanás?: Um documentário controverso mas inspirador

Este será certamente um documentário único, goste-se ou não dele, porque segue um movimento religioso que é completamente diferente, e diria que muito mais corajoso, no sentido em que desafia a normalidade num meio que, apesar de ter tantas diferenças entre as diversas religiões e seitas que existem por esse mundo fora, pretende pregar sempre o lado bondoso e generoso, que se apresenta sempre do lado bom contra o lado mau. Aqui temos o oposto. O grupo religioso " O Templo Satânico " abraça a sua origem satânica, e o filme transporta-nos para um outro lado da religião, o lado que opõe-se a todos os outros e que vai testar os limites da liberdade religisa, da fé e de nós próprios enquanto crentes ou não. Num estilo linguístico que não consegue desprender-se de momentos cómicos pela sua estranheza e mesmo confusão, o filme consegue estabelecer uma narrativa e um fio condutor, documentando a origem e evolução deste grupo e os obstáculos que enfrentam. E é essa mesma estranheza co

O Telefone Negro: Um regresso ao terror do passado

Scott Derrickson tem realizado alguns dos mais emblemáticos filmes de terror do século 21. “O Exorcismo de Emily Rose” (2005) e “Sinister” (2012) tornaram-no um dos realizadores mais cobiçados do terror psicológico a trabalhar em Hollywood. Esta nova longa-metragem, adaptação de um conto de Joe Hill, traz-nos um triplo reencontro entre Derrickson, C. Robert Cargill e Ethan Hawke e o resultado dificilmente poderia ser mais satisfatório. “ The Black Phone ” é um regresso temporal ao passado, à década de ouro do terror em Hollywood (“Carrie”, “Texas Chainsaw Massacre”, “The Exorcist” todos foram feitos nos anos 70), não deixando de representar uma lufada de ar fresco naquilo que tem sido o Cinema de terror moderno. Passada nos subúrbios de Denver, em 1978, esta é a história de Finney, um rapaz de 13 anos que é raptado e preso numa cave à prova de som pelo assassino em série “The Grabber”. A narrativa é simples e o desfecho final previsíveis, este não é um filme que satisfaz o espectador p

2ª edição do "Cinema Fora de Portas" em Coimbra

Aproveitando o bom tempo e promovendo a descentralização da nossa oferta cultural, apresentamos a segunda edição do ciclo  Cinema Fora de Portas . As sessões deste ciclo têm  entrada livre  e serão apresentadas em vários locais da região de Coimbra. Com um programa diversificado e para vários públicos, o Cinema Fora de Portas promete uma experiência cinematográfica inesquecível. Sábado, 16 julho — 21:30 Avenida Central, Coimbra — “ Top Gun: Maverick ”, de Joseph Kosinski (2022) · 137’ · M/12 Sábado, 23 julho — 21:30 Centro Pastoral Irmã Lúcia - Loreto, Coimbra — “ Buzz Lightyear ”, de Angus MacLane (2022) · 100’ · M/6 · V.P. Domingo, 24 julho — 21:30 Jardim da Sereia, Coimbra — “ Os Mauzões ”, de Pierre Perifel (2022) · 100' · M/6 · V.P. Sábado, 6 agosto — 21:30 Largo da Capela, Carapinheira da Serra (Eiras e São Paulo de Frades) — “ 2 Duros de Roer ”, de Victor Santos (2022) · 80’ · M/12 Sábado, 27 agosto — 21:30 Largo da Igreja, Pedrulha — “ Curral de Moinas ”, de Miguel Cadilhe

Reposição de Verão nas salas de cinema "A Grande Arte no Cinema"

Depois do sucesso da última edição, a Risi Film relança os grandes sucessos da terceira temporada  “A Grande Arte no Cinema" no UCI Cinemas de 6 de Julho a 28 de Setembro.  Um ciclo de cinema documental, dedicado à arte universal e aos seus protagonistas. Uma viagem pela vida e obra dos artistas que ficaram na história, como  Frida Kahlo, Modigliani ,  Monet  entre outros, assim como visitas guiadas pelos melhores museus de todos os tempos como por exemplo, ao  Museu Hermitage e até ao túmulo de Tutankhamun.  Os documentários juntam um lado informativo a uma forte componente visual e de entretenimento, combinando a narrativa associada à vida e à obra dos artistas, numa viagem multidimensional e multissensorial, com a espetacularidade dos seus trabalhos. As sessões decorrem no Cinema UCI El Corte Inglés (Lisboa) e Arrábida Shopping (Porto) sempre às 16h30.  Programa: 6 de Julho | 16h30  Artemisia. Pintora Guerreira  Uma viagem através da vida de uma brilhante pintora, Artemisia Gen

Top Gun: Maverick - Um acontecimento para o grande ecrã

Muito se tem falado de Tom Cruise nos últimos meses, dos mais elevados e merecidos elogios, aos naturais exageros de uma figura que se tornou maior do que a sua própria pessoa. Já há muito tempo que o ator norte americano ganhou um lugar de respeito em Hollywood, solidificado por papéis versáteis em filmes como “Jerry Maguire”, “Magnolia”, “Eyes Wide Shut” ou a saga de cinco filmes de ação “Missão Impossível”. O seu percurso em Hollywood é quase único, de um ator que soube constantemente readaptar-se e manter-se relevante numa indústria em constante mudança. O principal ponto de partida para esta carreira, agora com mais de 40 anos, aconteceu quando, em 1986, estreou “Top Gun”. Apesar de não ser o maior fã do filme original consigo perceber o marco que este representou na cultura pop dos anos 80. Ninguém consegue ficar indiferente à música, acrobacias aéreas ou companheirismo de Pete Mitchell e amigos. Acontece que, 36 anos depois, num período onde o Cinema de grande orçamento parece

"Ilha dos Pássaros", de Maya Kosa e Sérgio da Costa, nos cinemas a 30 de Junho

Selecção Oficial de Locarno e Competição Internacional Indielisboa 20, " Ilha dos Pássaros " de Maya Kosa e Sérgio da Costa, terá estreia nacional nas salas de cinema a 30 de Junho de 2022 . Um misto de “documentário zoológico” e retrato ficcional,  passado num santuário de aves em Genebra. Com influência de Bresson, o enquadramento rectangular, a voz off do jovem Antonin pairando sob aquele “local sagrado”, mas também o argumento ecológico e uma observação minuciosa, tudo faz parte desta ilha mágica que nos cativa o olhar.